7 erros comuns em seu site que podem te levar à falência nos próximos 2 anos

7 erros comuns em seu site que podem te levar à falência nos próximos 2 anos
tapioca
Empresário sofrendo por ter ido à falência em seus negócios

 

Já não é mais novidade alguma que o mercado digital já tomou conta do mundo e, assim como saber falar inglês, ter um site para a sua marca ou produto tornou-se uma obrigação. Com isso em mente, montamos uma lista com os 7 erros mais comuns que podem levar o seu negócio à falência nos próximos 2 anos, vamos lá ?

1- Um design inconsistente.

As vezes a criatividade excessiva é somente isso. Excessiva! Alguns designers – e clientes também – exageram na criatividade quando criam um site, tendo diferentes estilos e soluções para cada página. Isso não só é confuso como também é extremamente irritante ao usuário. Não importa o quão bem feito ou bonito o site seja, se a aparência geral não for consistente o usuário não conseguirá se relacionar e simplesmente sairá assim que entrar.

Sugestões:

  1. A palavra-chave é simplicidade. Ter um visual esteticamente simples evitará confusões desnecessárias ao usuário em seu site.
  2. Seja consistente. Tente utilizar o mesmo padrão para todas as páginas, sempre deixando bem claro onde o usuário está e para onde ele pode ir.

 2- Erros ortográficos.

Todo o texto em um site deve ser livre de erros gramaticais, e outros defeitos que possam implicar que a sua empresa não se atenta aos pequenos detalhes.

Sugestões:

  1. Sempre verifique a ortografia e fique com os olhos atentos aos pequenos erros que podem passar uma imagem negativa de sua empresa para seus possíveis clientes.
  2. Caso não se sinta seguro, invista em um redator. Existem ótimos profissionais disponíveis para esse tipo de trabalho, tendo a possibilidade de transformar pequenos impactos negativos em grandes oportunidades para aumentar a sua taxa de conversão.

3- Sem chamadas para ação ou usos indevidos delas.

Todo um site é criado com um certo propósito. Então, se não existirem chamadas para ação que explicitem isso em suas páginas, as chances de atingir esse propósito são próximas do zero.

Sugestões:

  1. Seja o mais direto e simples possível. Utilize botões que engajem o usuário a tomar uma ação dentro de seu site.
  2. Não seja intrusivo. Use botões ou chamadas que não tirem o controle do usuário sobre a navegação.

4- Navegação confusa.

Toda a navegação (sua estrutura de menu) deve ser simples e clara. Esse é definitivamente o lugar que você não quer exceder sua criatividade. Usuários ficam mais tranquilos navegando por aquilo que já são familiares, a última coisa que você vai querer é um possível cliente encarando a sua página principal sem fazer a menor ideia de para onde ir.

Sugestões:

  1. Fique com estruturas que já foram testadas e são familiares aos usuários.
  2.  Use nomenclaturas comuns como “Sobre nós”, “Contato”, “Produtos”.

5- Música ou vídeo tocando automaticamente na página.

homem com as mãos nos ouvidos gritando de dor

Entre todas citadas acima, essa deve ser uma das que mais podem te prejudicar de maneiras catastróficas. Quantas vezes você já entrou em um site que achou interessante e quase morreu do coração por conta de uma música absurdamente alta ou algum vídeo de alguém falando em um lugar da página que você não tinha nem chegado ainda? Surpresas desse tipo não são exatamente o que você quer entregar ao seu cliente. Por mais que você ache aquela música ou o seu vídeo de vendas a pitada final para a sua página, deixe que o próprio usuário tome a decisão de ver ou ouvir.

Sugestões:

  1. Não use música de fundo. Caso seja extremamente indispensável, crie um controle visível para que o próprio usuário tome a iniciativa de escutar a música.
  2. O mesmo serve para vídeos de venda, deixe seu cliente ter o controle!

6- Uso excessivo de imagens ou animações

Muitas imagens em uma única página são um alerta vermelho. Imagens podem ser utilizadas para capturar a atenção do usuário e convertê-lo de maneira mais fácil mas, o uso excessivo pode ser uma distração ou extremamente irritante, fora o fato de tornar o seu site muito mais lento.

Sugestões:

  1. Utilize apenas o necessário. A última coisa que você vai querer é um possível cliente confundindo o seu site com antigas páginas de 2006.
  2. Tenha em mente que as imagens, assim como o seu texto, estão lá para tornar a experiência do usuário mais fluida e guiá-lo por seu conteúdo.

7- Não é responsivo.

Esse erro é definitivamente o mais grave de todos e o que definitivamente vai te levar à falência em bem menos que 2 anos. No Brasil o aparelho mais utilizado para acessar a internet é o celular, superando em números incríveis o acesso pelo computador. Não ter um site que funciona nas plataformas móveis pode estar cortando pela metade o acesso ao seu site — talvez muito mais a depender do seu negócio.

Sugestões:

  1. Comece o projeto pensando primeiro em como ele funcionará nas telas de celulares.
  2. Adapte toda e qualquer experiência em seu site para fazer sentido para todas as plataformas.
  3. Teste você mesmo. Experimente usar o seu site no seu próprio celular.

Bônus- O site possui uma estrutura pobre de SEO

SEO (Search engine optimization), também conhecido como otimização de sites, é a estrutura que fará possível que seu site seja encontrado por seus possíveis clientes no google. Uma estrutura pobre tornará impossível o google entender o seu conteúdo e ranqueá-lo da maneira correta, o tornando completamente invisível nas buscas.

 

Evite esses erros e você transformará o seu site no que ele realmente é: Uma máquina de converter e vender seus objetivos.